domingo, 18 de abril de 2010

dibujos en mi cielo que se quedan

Aqueles que procuro
me fogem às pressas
lá de longe trazem
em retorno a tempestade
com solos de bandolim
e um sorriso raiado
rasga o céu agoniado
desagua sobre mim
uma nuvem desenhada

Nenhum comentário: