quinta-feira, 15 de abril de 2010

Gotejar

De ponta a ponta deixar molhar
a chuva acaricia as duas faces
a faísca que pula no entre-olhar
sambando num jazz particular
tornando um só,
o antes, partes.

Um comentário:

aperitivopoético disse...

=)

já disse tudo no não dito, não é mesmo?

até a próxima palavra, verso, estrofe.

inundando o ser...

Beijos