sexta-feira, 16 de abril de 2010

Resposta ( dentro da garrafa )

ventei frio pelas dobras do alto
Espumas brancas de um Mar altivo
saltos de um coração revolto
encontro na praia
a paz
e uma concha

4 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Dentro da garrafa nem sempre vem respostas.

aperitivopoético disse...

dentro da garrafa estão todas as perguntas...


elas chegam com o vento e aportam na maré do meu pensamento


=)


Beijocas poeta!

Be Lins disse...

... eu sempre tive a fantasia de um dia encontrar uma garrafa com uma mensagem mágica, única, e vinda até mim pelas asas do destino amoroso.

Dentro da garrafa,
podem haver de tudo, até oque mais sonhamos.

Fernando L disse...

Valeu pela postagem no este blog pode não ser dança. Aquele é meu blog de trabalho. Meu blog/diário pessoal e quase visceral, hehe é o http://insightsfromhell.blogspot.com/

Abraços, e se acessar o insights from hell, tente não se assustar, hehe