terça-feira, 4 de maio de 2010

Pergunta (dentro da garrafa)

Quando sobe a noite
e a escuridão abraça
quebrando ventos e vidraça
Quebra-mar e açoite
nas vagas o barco desce
e sacode
tempestade já não pode
naufragar em mim
aquilo que não ancora

envio numa garrafa
a pergunta que há
ou não há
resposta

Nenhum comentário: