domingo, 23 de janeiro de 2011

Panapaná

a sensação de estar sempre esperando por algo
a condição de estar sempre esperando por algo
a imposição de estar sempre esperando
diviníssimos toques
passageiros toques
estradeiros toques
a sensação de estar sempre repetindo por algo
acho que é sempre aquela falta
que faz repetir mil vezes
mil frases
mil manhãs
na esperança de estar sempre esperando por algo
que chegue, fique e se repita
em mil frases
mil vezes
todas as manhãs
a vontade de estar sempre esperando

.

aqui em revoada, panapaná em meu estômago.


vai chegar.

3 comentários:

Be Lins disse...

é sempre um prazer receber sua visita, suas observações elegantes... que acabam me trazendo aqui e então, sinto-me bem.
Você escreve divinamente.

Um beijo

Foto papo poesia disse...

Olá. Te encontrei por acaso, pelas andanças no balanço das horas, simplesmente apaixonada por cada palavra escrita, e sentida. Até breve, Andrea Zoli

lidianemotha disse...

Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados(...)
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia...
Quando li lembrei do seu "panapaná em meu estômago."