sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

borbulhas

Bonito mesmo é quando você grita
e eu sei que lá no fundo,
só eu sei,
que o grito é meu
e você sabe que lá na fundo
é só o amor
que não aguenta de saudade
e acorda,
igualzinho ao leite que esquenta
pronto pra te servir
e por pra dormir,
transborda

domingo, 20 de fevereiro de 2011

a melhor lembrança

madrugada entra
vermelha e imensa
entre janelas e incenso
pra me lembrar bem cedo
que todo mundo tem medo
mas eu tenho o seu sorrir.






Close to You - Bebel Gilberto.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

early morning in a strawberry field

É que o amor não morreu, acredite, vejo isso claramente hoje. Suas cortinas brancas ainda flamulam entre mim e o ofurô tão delicado pendurado na janela. Você ainda dorme com os cabelos bagunçados, vermelhos e bagunçados, tão convidativos e cheirosos quanto eu sempre imaginei que seriam. Os pequenos riscos de sua pele que misturaram com as cores da minha, cores que com certeza são mais cores quando se misturam com você, seus pequenos riscos ainda gravados em minha boca, repito suas frases e seus detalhes, não por medo de esquecer, impossível, mas repito baixinho só pra te sentir de meu lado. É, ainda te sinto de meu lado, e por mais que eu não entenda minha partida, eu entendo a falta que você me faz. Sim, eu brinco com as palavras pra te ver sorrir, e nessa brincadeira eu acabei descobrindo que gosto mais de te ver sorrir que de brincar com as palavras. Sei que parece caótico o mundo que vivemos, mas lembra que em breve chega a hora de criar nosso mundo, meu e seu. Sabe, poderia ser mais uma carta de amor ridícula, talvez seja afinal, sei que quando fui chorei muito, o taxista que teve um dia duro me chamou de idiota, o chão que teve uma vida dura passou rápido demais por meus pés me levando de perto de você, o dia que teve muitas horas duras passou e quando amanheceu eu estava longe, mas já vem chegando a hora de dias melhores, horas mais brandas e um chão que passe rápido por mim enquanto vôo em sua direção. Sabe, pequenininha, a vida é boa e vai ser melhor ainda. Sorria, em breve sorriremos juntos.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Crua

flutue comigo
o ar nunca senta
tempo nunca para
eu e você, esquenta
dói e repara
sou dono de mim
senhor da vontade
escrava de sua mão
e toque perfeito
sincronismo circular
só pra dizer ao mundo
queira ele ou não
nasci para amar
e pra morrer
como o ar que nunca para
ou o tempo que não senta
meu eterno querer

flutue comigo


(sim, é pra você)

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Retrovisor

arrocho de horas perdidas
num céu tão imenso quanto o céu
que qualquer um poderia imaginar
ou não
plano alto pelo descampado
entre raios e ranhuras
uma pele que é só minha
no meu toque arrepia
e em meio a noite fria
canta melodias
brinca com sentidos
beija a agonia
de não te ter toda madrugada
rebato em ressaca de enseada
ou em lago tranqüilo, Paranoá,
misturo águas que nunca se viram
pra gotejar nosso suor noturno
entre morangos e campos
sua voz doce cheia de detalhes
um pedaço seu em meu caminho
a trilha que eu quero seguir
partiu?
só o peito
é linda de qualquer jeito

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

jardim

lá pelas tantas
meio de noite ou quase nada
bate um sambinha
teu dormir que me desperta
dançando enquanto caminho
me espalho nos teus passos
semi-tons de música certa
movimento com a mão
um samba que me bate
entre quantas e tantas
pudessem ver
teu sorriso de florir
lençóis de cama
e só assim
já não acordo

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

faltou ar

pra sentir que é você
já não preciso
saber
se é
real
já não acerto o tom do mundo
são outras as notas,
suas,
que agora toco
ou será
que é você
e sempre será



http://www.youtube.com/watch?v=85Ys1wb_vjo&feature=related