sexta-feira, 27 de maio de 2011

smooth waltz

retumba o céu que há dentro de mim
não chove.
minha terra, seca, retorque
e racha na espera de sempre
molhar sem motivo
quiçá mar altivo
decorar meu mundo
com praias e valsas


teu nome na concha,
chuvisca oceano,
eco e meu sorrir.

Nenhum comentário: