sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

toque

"Apenas a matéria vida era tão fina"



ainda sinto os carinhos que não me tocaram
da flor, pequenina,
segura tuas pétalas
passa o tempo e elas caem pra renascer
e se o mar me falta
pra falar da vida,
me sobrem despetalares,
só assim
viverei
num mar de rosas.

"Existirmos: a que será que se destina?"



de todo o tino
desisto
despeço
de mão levantada em cais
desporto
destino.

Nenhum comentário: