sábado, 14 de abril de 2012

Áquilo

alento vem
e vento vai
lento
sem curvas
levar ameno
em passo calmo
jeito sereno
uma porção
de amor imenso, tempestivo, trovejante
mas ainda
amor

Nenhum comentário: