terça-feira, 31 de julho de 2012

Noturnas

e de tanto salvar o mundo em silêncio
gritei rouco
por medo do pouco
por puro
medo

Nenhum comentário: