quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

saltador

e todo o dia triste
ia lá
afogava pensamentos
sem boias, nem pena.

os cachos soltos da moça que passa
abrigo de páginas
e seus olhos verdes,
uma terra descansada.

fitarei
a poesia
esvanecer:
lá tudo
acontece

corrida das horas
repouso dos pés
no plano
que feito o chão
vai ficando pra trás

Nenhum comentário: