quinta-feira, 25 de abril de 2013

candy

I want the lights of Paris.
- tenho querido, apaixonado por uma fantasia, um jazz perdido, tenho realmente querido muito um pouco mais de luz.
-tem chovido bastante, tempo de limpar os calçados, cortar os cabelos, ouvir mais música, visitar os amigos e passar tardes sem muitos propósitos.
- L-u-z! please, eu ando meio cansado até do meu português bem falado, tão pouco me serve. tudo começou quando faltou luz no meu quarto há alguns anos atrás, de lá pra cá tudo desandou, venho tropeçando, esperando já ter nadado o atlântico sem conseguir mover um pedaço de minhas vontades. quero as luzes de Paris aqui.
-quero Lays, Mariele e Igor que foram embora. quero Ramon, Iuri e tantos outros que estão por ir, quero um pouco de paz. a paz de sentar em uma casa de mel e ver o sol nascer, iluminar as compotas e tudo caramelizar na minha vida, cansei do meio-amargo, do meio amargo, do azedo, luz e doce, s'il vous plaît.
-um filme cretino, uma noite mal dormida de conchinha, desconforto de braços dormentes e cabelo na cara, um cigarro pra apagar qualquer idéia, tenho querido tanto e tanto quanto tenho querido, vejo brotar no seu jardim margaridas.
-um pouco mais de Saulo, Tuyu, Bê; sinto saudades, mandarei cartas quando der vontade, tem chovido, feito dias de mandar carta e acender vela, dias de não pensar nela, essa falta das coisas pequenas que me dá todo dia.
-é bom ver qualquer dia ser mais um, fancy clothes, demi-sec brut, champagne, maconha e meia noite. tem faltado luz, afinal. tem cortado o doce.

Nenhum comentário: