domingo, 12 de maio de 2013

correvento

tuas varandas
arejadeiras 
de cordas em bordas.

- a gente não vai contra o vento,
acostuma...
redizia assobiado
tilintando partículas
de nós
o mensageiro,
pendurado nas vigas de Ipê.


Nenhum comentário: