sábado, 11 de maio de 2013

susto

       "tudo claro
ainda não era o dia
           era apenas o raio"

Leminski, P.
 

ver por cima do muro,
do tempo:
o amanhã é nada.
é tudo agora
e a gente vai assim
fazendo minutos
tecendo segundos
cozinhando as horas
e então
tudo passou.

Nenhum comentário: