domingo, 2 de junho de 2013

amarração

deixa eu bater remo
n'água,
mágoa
nao dura pra sempre.

sem saudade no meu cais
dura
pura
pedra pontuda que vejo distante

solta minha mão,
ou vem remar comigo.

Um comentário:

[Nem's] Neemias Santana disse...

Sabe aqueles momentos em que você quer comentar e exprimir a imensidão de certas coisas, mas nada parece dar conta, e toda palavra parece vulgar diante do que se experienciou...