sexta-feira, 26 de julho de 2013

ei, Carlos.

e nessa coisa toda
de viver
elegendo cicatrizes,
perfeições e idolatrias,
(traços do corpo, roupa
onde pisar, quem pisar)
e na falta da coisa
toda
que me recorde
eu deixo esquecer
amores
serão
sempre
amaro. 



Nenhum comentário: