sábado, 22 de março de 2014

o silêncio de tocaia no escuro
da noite
e dois olhos grandes de segredo,
olha-me.
nos três dias 
que se passam
num instante
chego a imaginar
que a medida do medo
é o tempo.

Nenhum comentário: