quarta-feira, 10 de junho de 2015

era pra ser poesia

dói um pouco
toda vez
que eu engasgo
enquanto engulo
cada pedaço
das madrugadas 
acesas 
entre erros e defeitos
e uma vontade sem tamanho
de mudar.


segunda-feira, 8 de junho de 2015

desassossego

odeio até 
o movimento do vento
que assovia 
dentro de mim
no vazio
de tudo
que
eu
esperei
de 
ti

reza

eu sempre esperei 
um milagre.
não há janela em minha vida
que não tenha sido
um pouco de estupa
um muito de pedido
um tanto de joelho
um santo, uma culpa
um perdão.