segunda-feira, 6 de março de 2017

bem aqui

chego apressado
na mesa
o calor pede refresco
e refresco;
em cima da mesa as chaves
três revistas
as poucas conquistas
um ou duas 3x4
preenchidas de azul
e a sensação de um filme que podia ter continuação
depois do por do sol
pés de sal
não faz mal
podia ser tristeza, 
mas é só
verão.

sexta-feira, 3 de março de 2017

salitre

sobre as voltas que o mundo dá
delatado
nas ondas que batem: 
silencio o brinde
a coragem
de viver
ancoragem de barcos
em portos que não mais.

eu-cais
de qualquer tempestade.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

pão de tarde

amassa
salga
sova
alga
seca
bate

o mar na beira
das minhas areias;

e a tua marca de sol
divide o tempo
minha atenção
o pão de tarde feito
o dia
o verão.


quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

del mar

o gotejamento
dos prismas
das palhas
dois goles de cajuína
parafina
parapente
para o dia
que eu não sei mais viver
sem um mergulho.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017